domingo, 29 de março de 2009

Maridinho Romântico!

Terça feira passada cheguei em casa depois de ter trabalhado e ido a academia. Não era nenhuma data especial, apenas uma terça feira como outra qualquer. Aliás seria uma terça feira qualquer se o David não tivesse feito uma surpresinha para mim! Um jantar simples mas delicioso. Arrumou a mesa (do jeitinho dele), acendeu uma vela e até abriu uma garrafa de champagne. Fofo!! E olha que ele fez tudinho, até a sobremesa!!!

É por essas e outras que eu amo ele de paixão e agradeço a Deus todos os dias por ter me dado um marido tão amoroso!

Olha a fotinho aí!




sexta-feira, 20 de março de 2009

Enfim a primavera!!!

E não é que a primavera começa hoje!!!! Não vejo a hora de ver minha casa florida novamente e tudo bem verdinho! Amo a primavera e esta é a minha estação preferida do ano.

Agora, dá para acreditar que hoje quando eu vinha trabalhar, os termômetros marcavam 1 grau? Isso mesmo 1 grau em plena primavera! E eu fico aqui me perguntando quando o calor de verdade vai chegar. Não vejo a horaaaaaaaaaaa, pois 5 meses sentindo frio é demais não é não?!

quarta-feira, 18 de março de 2009

Ajude o Sean a voltar para casa

Sei que poucas pessoas lêem o meu blog, mas mesmo assim quero fazer minha parte para ajudar o David Goldman a trazer seu filho para cá. Quero deixar bem claro que esse caso não é entre o Brasil e os EUA. Peço que os anti americanos, por favor, tirem o preconceito de dentro do coração e analisem essa situação como um pai que teve o seu filho levado embora para o Brasil. Este pai está sendo impedido de conviver com seu filho por aproximadamente 5 anos e quase teve o seu nome retirado da certidão de nascimento do seu próprio filho! Em que mundo nós estamos vivendo????

Me preocupa muito como está a cabecinha desse menino que está vivendo no meio de uma batalha. Espero que as duas famílias cheguem num acordo e que o Sean possa ter uma vida feliz e em paz.

A Cynthia do blog Cyn por aí (o endereço está aí do lado entre os blogs que leio) gentilmente deixou que eu copiasse o texto que ela publicou em seu blog. Leiam com atenção e carinho e ajudem da forma que cada um puder a divulgar essa barbaridade!

Por Cynthia:

Não tenho nem como expressar o nojo que me tem dado "O Globo" e a revista Época. Não entra na minha cabeça como o poder e o status prevalecem no Brasil. São em momentos assim que me contenta a idéia de não morar mais lá. A injustiça é uma merda.

A imprensa tem distorcido os fatos e aos poucos mudam a opinião pública dos menos informados. Ignorancia é um saco. João Paulo Lins e Silva é um escroto. Esse sistema é imundo...

Entre tantas más informações estão as que:

* O pai, David não trabalhava. Não tinha dinheiro e era um vagabundo. Mas a avó Silvana concorda que ele pagava a hipoteca da casa.
Como uma pessoa que não trabalha consegue pagar a hipoteca que é uma das maiores despesas de uma casa nos EUA? Impossivel.

*Bruna não aguentou...pois tinha que dar aulas de italiano para sustentar a casa.
Pobre coitada, né? Judiação!!!! Onde já se viu uma mulher trabalhar para ajudar a sustentar a casa??? Só nos EUA mesmo!!! E desde quando um professor ganha bem aqui?

*Em 4 anos, o pai nunca veio visitar o filho no Brasil. É porque não o ama!
Mas o que foi imposto é que se ele quisesse ver o filho, teria que assinar os documentos dando a guarda definitiva para a Bruna. Que pai amoroso daria a guarda de seu filho em troca disso?

*Ele ficou nervoso e uma vez deu um soco num armario.
E????? Alguma vez ele à violentou? Não. Alguma vez ela disse para qualquer um, até no divorcio - sem a participação dele - que David era violento? Nunca. Nas suas proprias palavras ela disse que ela era um pai maravilhoso.

E nem me venham com a história dos $150 mil...que isso já é velho e já foi explicado um zilhão de vezes.

Mas chega... lí esse comentário depois de uma reportagem ridícula da colunista Eliane Brum -que, tenha a santa paciencia, entre outras coisas diz que tem certeza que "compartilhar o “mesmo sangue” comprova apenas quem era o dono do espermatozóide que gerou aquela criança" - e achei que demosntra muito bem o que acontece nesta história:

Por "Luciana"

O que faz então um pai perder o seu direito de ser pai?E essa então a minha pergunta. Seria o fato do pai ter por uma vez se exaltado e descontado seu stress no armario? Ou seria o fato deste pai não ter tido a sorte de ser muito bem sucedido em sua carreira e por isso teve de contar com a ajuda da esposa para dar uma vida digna a familia? Talvez este pai errou muito antes quando, mesmo sem nascer em berço de ouro se apaixonou por alguém que teve um pouco mais de sorte ao ser deixado pela cegonha. Posso ainda pensar que um pai perderia seu direito ao filho se ele então confiar que justiça vai prevalecer mesmo que leve anos. Se isso tira o direito de alguém ser pai então temos muito a fazer. Deveremos então retirar de seu lar todas as crianças cujo pai já ficou nervoso, ou não tem uma conta bancária gorda. Retiraremos também filhos de pais que se apaixoram pela pessoa errada ou que ousaram um dia ter fé e esperança. Distribuiremos essas crianças pela elite brasileira, aqueles com famílias tradicionais e carreiras brilhantes. Aí é só esperar 4 ou 5 anos e veremos a criança bem adaptada, com um futuro brilhante pela frente. Com direito a aulas de artes marcias, uma herança, uma foto na EuroDisney, e um Ipod no bolso. Ao olharmos então essas crianças felizes ao lado de seus novos e melhores qualificados pais teremos a certeza que fizemos a coisa certa. Afinal, que criança poderia ser feliz recebendo apenas amor e carinho, e uma salário de classe media?"

E para qualquer um que ainda tenha alguma duvida, leia esta carta...é longa mas vale a pena: http://br.geocities.com/mundorad/resposta/cartaadvdavid.htm

domingo, 15 de março de 2009

Sem novidades



Passando só para dar um oi. Não tenho nada para contar de novo. Essa semana não teve nada de especial. David trabalhando no final de semana e eu de molho em casa. Asssisti o filme Milk e gostei mas não amei!! Ah, tenho uma fofoquinha básica. Lembram do homem da xícara encardida? O que trabalha comigo. Pediu demissão! Perguntei porque, já que ele está quase na hora de aposentar, mas ainda não pode. Ele me falou que não aguenta mais a coruja de franja!!! Bafão!!! Tá vendo a que ponto chegamos? No meio dessa crise que assola o país ele prefere pedir demissão do que ficar lá no hospício.

Fui para a casa da Iza na sexta e testamos a paleta de sombras e contornos que comprei na Coastal Scents. Um luxoooo. Olha as fotos ai!


Paleta de contornos e blush:




Paleta de 88 sombras:




Agora só falta aprender a maquiar. Rsrsrs.

terça-feira, 10 de março de 2009

Final de semana quentinho

Graças a Deus, o frio resolveu dar uma trégua nas bandas de cá. Sabádo quando sai de casa nem acreditei no calor que estava fazendo! 22 graus!!! Me joguei na rua e sai feliz da vida. Fui a uma loja de 1 dólar comprar papel de presente e um cartão de aniversário para nosso sobrinho que estava fazendo 5 aninhos sábado. Sabe aquelas lojas aí no Brasil que tem um preço fixo para as coisas? Essa loja é tipo as daí mas com mais opções. Tem desde material de limpeza à comida. O que eu acho que vale a pena mesmo são sacolas de presente, papel, cartões, artigos para decorar festinhas e enfeites para dependurar na porta. Só abrindo um parenteses, os americanos adoram decorar as portas da casa com enfeites de cada estação ou datas comemorativas. Eu também gosto, apesar de não decorar na maioria das vezes por preguiça. Mas voltando ao assunto, claro que não sai de lá SÓ com o que queria... Depois fui à Marshalls, minha loja preferida. A Marshalls é uma ponta de estoque que vende multi marcas. Tem sapato, roupas, bolsas, coisas para casa ou seja de tudo um pouco. O preço é excelente, mas por ter muita coisa, tem que ter paciência para "cavucar". Mamãe quando veio aqui amou a Marshalls e a Elce ama. Comprei uma sandália que estava namorando a um tempão. Leeennnndaaaaaaaaaa! Ah, e um macacão preto lindoooo também. Não gastei mais que 60 dólares, agora imagina se isso fosse no Brasil? Roupa e sapato por 150 reais?? Essa é uma das vantagens de morar aqui.

Quando está quente assim, como o dia de sábado, fico numa felicidade e fico querendo ir para a rua comprar alguma coisa. O pior é que quando está frio eu fico numa depressão e fico querendo comprar alguma coisa para ficar mais alegrinha! Mamãe disse que eu estou tal e qual a Becky Bloom!!

De tarde fomos ao aniversário do Bradyn que estava marcado para as 18:00 horas e como americano é pontual e eu sou brasileira e o David já abrasileirou faz tempo, chegamos lá as 18:30. Estavam só esperando a gente chegar para abrir os presentes. Todo mundo assentado em círculo, com duas cadeirinhas vazias ( a minha e a do david). Que situação! Aniversário de criança aqui é assim. Todo mundo assenta em volta da criança para abrir os presentes. Aí temos que fazer aquela cara de Oh que lindo e tem que fazer um som também. Assim ó: Ohhhhhhh! Depois disso vem o parabéns. O Happy birthday é cantando sem bater palmas e bemmmmm devagar. Nada daquela animação nossa, nem com aquela falinha: Com quem será ...

Saimos de lá já era tarde. Passamos em casa para o David pegar a carteira dele e corremos para o bar. Só nós dois. Momento namoro sabe?

No domingo tinhámos planos de andar de bicicleta no parque, mas como estava meio friozinho, fomos a umas lojinhas (hehehehe), comprei umas coisinhas (hehehe) e voltamos para casa para assistir o filme: Changeling (não sei o nome aí no Brasil). É o filme que a Angelina Jolie estava concorrendo ao óscar de melhor atriz. Muito bom o filme, recomendo.

E assim foi meu final de semana. E o seu?

terça-feira, 3 de março de 2009

Melzinha na neve

Só para a Tia Bô e para a Vovó Gracinha matarem a saudade.



Que delícia de neve!




Que frio mamãe!




Vou embora para a minha casinha!









Programa Mulherzinha

Esse final de semana o David trabalhou o que significa que eu fiquei de molho em casa o final de semana todo. Na sexta, depois que cheguei em casa do trabalho, fui fazer faxina! Desde que me mudei para cá, final de semana para mim não pesa tanto quanto pesava quando morava no Brasil. Ficar em casa numa sexta ou sábado antigamente era pedir para morrer. Já aqui me acostumei a trabalhar aos finais de semana a noite (quando tinha que trabalhar, hoje não tenho mais). Como não tenho amigas, nem família por aqui e as que tenho ou moram longe ou são casadas e meu marido, final de semana sim outro não trabalha a noite, meus finais de semana não são como eram antes. Então se tiver que ficar em casa e fazer faxina em plena sexta feira a noite, faço sem reclamar. Terminada a faxina, me joguei no sofá e fiz o que mais gosto: assistir novela, BBB e filme.

No sabádo acordei tarde, fui terminar de limpar a casa, fiz almoço e liguei para a Iza. Ela veio aqui para casa para brincarmos com o nosso atual vício: maquiagem. Nunca soube maquiar e nunca liguei para isso, mas por culpa da Izabela tenho comprado tudo o que é maquiagem. O mais engraçado é que a gente nem sai direito e não tem nem onde usá-las, então falei para ela vir aqui para casa para brincarmos de maquiar. Ela veio e foi uma delícia. Olha o resultado nas fotos aí embaixo!


Olhando as maquiagens e escolhendo as cores





Técnica do durex




A única minha que deu para salvar. Não olhem a minha sombrancelha que estava sem fazer.




Já com a sombra rosaaaaaaaaaaaa!



Pronto!




As minhas fotos estão impublicáveis. Só serviram mesmo para rir e entrar em depressão.